Anais da 30aRBA
ISBN n° 978-85-87942-42-5

MR031. Práticas culturais juvenis, mobilizações e insurgências no espaço urbano

As cidades são constantemente reinventadas por diferentes práticas juvenis que se apropriam dos espaços mais diversos, conferido-lhes, assim, novos usos e sentidos. Num mundo em que a cultura audiovisual e as novas tecnologias da informação e da comunicação têm alcançado cada vez mais relevo, diferentes coletivos culturais têm se utilizado dessas ferramentas como forma de mobilização, criando novas possibilidades de interação e intervenção na paisagem urbana. Ao mesmo tempo que produzem inovações em modos de experimentar o urbano, tais mobilizações e insurgências também podem trazer profundos questionamentos à ordem excludente que organiza a gestão da maioria das cidades brasileiras. Em muitos casos, podem até mesmo sofrer intensa repressão e criminalização. As práticas culturais juvenis são afetadas, em grande medida, pelo mesmo sentimento paradoxal que paira sobre as representações a respeito da própria noção de juventude; ora como valor a ser cultivado e celebrado, ora como problema e potencial perigo para as estruturas sociais vigentes. A proposta dessa mesa redonda, portanto, é a de – tomando como plano de referência a exposição de contextos etnográficos específicos – abordar as diferentes táticas de uso e reinvenção do espaço urbano. Dessa forma, ao mesmo tempo serão levantadas as especificidades de cada prática cultural e estabelecidos os pontos de articulação entre cada uma das etnografias e modelos associativos apresentados.

Alexandre Barbosa Pereira (Unifesp)
(Coordenador)
Marco Aurélio Paz Tella (UFPB)
(Participante)
João Batista Bittencourt (UFAL)
(Participante)
Guilhermo André Aderaldo (Pesquisador/Universidade de São Paulo)
(Participante)