Anais da 30aRBA
ISBN n° 978-85-87942-42-5

MR022. Mundos Lusófonos e Patrimônios Partilhados

O Painel pretende reunir pesquisas sobre a patrimonialização do imaterial em países ou territórios historicamente associados a uma matriz linguística de base portuguesa. O intuito é perceber o modo como as “diferenças coloniais” no chamado mundo lusófono fizeram eclodir manifestações culturais singulares hoje convertidas em patrimônios imateriais. Nossa suposição é de que é possível pensar numa arena comum pelo conjunto de algumas práticas expressivas existentes em países, ou territórios de base linguística portuguesa como Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste, Goa, Damão, Diu entre outros. Estas práticas expressivas tornam-se cada vez mais visíveis após o processo de descolonização através de uma dinâmica de reivindicação das diferenças pós-coloniais, fenômeno que se estabelece em formas singulares de globalização. Visamos destacar experiências de patrimonialização do imaterial onde são nítidas as articulações entre os falantes do português. Populações de diferentes origens, cuja convivência histórica gerou proximidades que vão para além das da língua, também se reconhecem e diferenciam a partir de repertórios sensíveis cuja circulação, inerente à condição diaspórica dos seus detentores, gera agora novos territórios de pertença.

Regina Maria do Rego Monteiro de Abreu (Universidade Federal do Estado do rio de Janeiro)
(Coordenador)
José Reginaldo Santos Gonçalves (Universidade Federal do Rio de Janeiro)
(Participante)
Paulo Peixoto (Universidade de Coimbra)
(Participante)
Daniel Bitter (UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE)
(Debatedor)
Susana Bela Soares Sardo (Universidade de Aveiro)
(Participante)