Anais da 30aRBA
ISBN n° 978-85-87942-42-5

MR014. Estado, políticas desenvolvimentistas e seus impactos sobre territórios e modos tradicionais de vida

Pretendemos abordar os processos de conformação e reconformação identitárias, a partir de situações históricas e sociais que demonstram como influxos desenvolvimentistas tentam minar resistências e vulnerabilizar sucessiva e periodicamente os povos e comunidades tradicionais. Situações como grilagem contemporânea de terras, monoculturas, mineração, hidrelétricas ou outras matrizes energéticas, unidades de conservação de proteção integral, obras e empreendimentos, alguns inclusive de iniciativa governamental, possibilitarão demonstrar como o conflito tem sido um elemento recorrente na construção de identidades de cunho político, em meio à constituição e dissolução de formas sociais. Como nos últimos anos constata-se um recrudescimento dos interesses da bancada ruralista e tem se intensificado as iniciativas públicas e privadas ligadas à matriz energética e minerária, bem como processos compensatórios e mitigatórios que também conformam novas formas expropriatórias, a exemplo de muitos parques e áreas de proteção implementados sobre terras tradicionalmente ocupadas, a reprodução social dos povos e comunidades tradicionais tem sido um dos maiores desafios. A MR pretende, a partir de experiências etnográficas variadas, discutir esses processos de construção da nação do ponto de vista dos povos e comunidades atingidos.

Eliane Cantarino Odwyer (Universidade Federal Fluminense)
(Coordenador)
Andrea L. M. Zhouri (UFMG)
(Participante)
Ana Paula Comin de Carvalho (UFRB)
(Participante)
Aderval Costa Filho (UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS)
(Participante)