Anais da 30aRBA
ISBN n° 978-85-87942-42-5

MR010. Artes de rua, cidade e imagem: novos dilemas da etnografia urbana

O entendimento nem sempre é uma aventura intercedida apenas por palavras. Diversamente da compreensão efetuada por meio de dispositivos discursivos, os antropólogos se vêm, cada vez mais, arrodeados de inscrições urbanas para além de suas edificações, equipamentos e patrimônios: são as assinaturas de piXadores , as cores dos murais de graffiti, os registros de estêncis, “lambes” ou colagens, os signos da publicidade oficial e de outros que burlam as leis. “Ler” a cidade tem exigido um tipo de acuidade visual, além da tradicional escuta de narradores e de seus códigos de linguagem. Acrescentam-se a esses indícios o fato de que a noção do que é cidade, frequentemente, se avizinha das tecnologias, constituindo aquilo que Arjon Appadurai denomina de tecnopaisagens. A “inconstância da alma urbana” produz um segmento de atores que toma o efêmero, as atuações desconectadas de um espaço social fixo, como uma espécie de “metageografia ”. O objetivo dessa mesa é o de reunir etnógrafos urbanos que operam nesse terreno movediço da pesquisa acerca das artes de rua, de seus atores, de artefatos materiais e digitais e, assim sendo, experimentam novas táticas e estratégias no fazer etnografia urbana.

Gloria Maria dos Santos Diogenes (Universidade Federal do Ceará)
(Coordenador)
Shara Jane Holanda Costa Adad (UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI)
(Participante)
Lígia Dabul (Universidade Federal Fluminense)
(Participante)
Christina Vital da Cunha (UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE)
(Participante)