Anais da 30aRBA
ISBN n° 978-85-87942-42-5

SE05. Mineração, sofrimento social e resistências: o Brasil e o contexto Latinoamericano

A expansão do setor extrativo mineral no Brasil faz parte de um processo de reprimarização da economia em todo o continente latinoamericano. A exportação de produtos com baixa intensidade tecnológica acaba por impor aos países latino-americanos uma inserção subordinada no contexto internacional. Além de simplificação e submissão econômica, observa-se o acirramento dos processos de expropriação, violência simbólica e epistêmica. Povos indígenas, comunidades tradicionais e meio ambiente estão na linha de frente dos conflitos que se proliferam em áreas disputadas pela mineração. As consequências socioambientais são, em muitos casos, de grande intensidade, duração e de difícil reversão, como revela, de forma paradigmática, o maior desastre tecnológico da América Latina provocado pelo rompimento da barragem de rejeitos de mineração da empresa Samarco (Vale/BHP Billinton), em Mariana-MG.

Esta atividade reúne pesquisadores brasileiros e latinoamericanos em torno do tema da mineração e suas consequências socioambientais, atentando para os desafios teóricos, políticos, epistemológicos e institucionais apresentados por essa investida econômica na atualidade.

Andrea L. M. Zhouri (UFMG)
(Coordenador)

Sessão 1

Maristella Svampa (Universidade Nacional de La Plata/CONICET)
(Participante)
Bruno Milanez (Universidade Federal de Juiz de Fora)
(Participante)
Raquel Maria Rigotto (Universidade Federal do Ceará)
(Participante)

Sessão 2

Horácio Antunes de Sant'Ana Júnior (Universidade Federal do Maranhão - UFMA)
(Participante)
Andrea L. M. Zhouri (UFMG)
(Participante)
Eduardo Restrepo (Universidad Javeriana)
(Participante)